CITADO EM DEPOIMENTO: Cartaxo rebate delação de Livânia: "a Calvário não tem nada a ver comigo".

Livânia contou em delação premiada que Luciano e Lucélio Cartaxo passaram por uma reunião na Granja Santana onde era discutido o apoio do MDB à reeleição de Ricardo Coutinho para governador. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)


O prefeito Luciano Cartaxo declarou que não tem relação com a Operação Calvário e que a imprensa fosse perguntar ao governador João Azevêdo sobre a ação que investiga desvios de recursos da Saúde e da Educação da Paraíba. A declaração foi dada nesta segunda-feira (13).

Questionado se não teme pelas descobertas no andamento da Operação Calvário, o prefeito rebateu: "A Calvário não tem nada a ver comigo. Meu papel é trabalhar pela cidade de João Pessoa."

O prefeito afirmou que a denúncia de pagamento de propina é séria e deve ser apurada pelos órgãos fiscalizadores. "A (Operação) Calvário vocês perguntem ao governador do Estado. É uma denúncia muito séria que foi apresentada pela ex-auxiliar do ex-governador em relação a recebimento de propina, em relação a mensalão. Então é uma denúncia que precisa ser apurada pelos órgãos fiscalizadores, pelos órgãos que estão cumprindo muito bem esse papel. A Calvário está conseguindo compreender esse processo todo desde a origem. Então essas questões da Calvário vocês perguntem ao governador do Estado porque meu papel enquanto prefeito de João Pessoa é continuar trabalhando pela nossa cidade", disse Luciano Cartaxo.

Livânia contou em delação premiada que Luciano e Lucélio Cartaxo passaram por uma reunião na Granja Santana onde era discutido o apoio do MDB à reeleição de Ricardo Coutinho para governador. Segundo ela, foi discutido o repasse de R$ 8 milhões ao MDB para que o partido apoiasse a candidatura do PSB com Ricardo Coutinho nas eleições de 2014.

Fonte: ClickPB

Postar um comentário

0 Comentários