RACISMO Professor é chamado de macaco e esfaqueado em pleno Dia da Consciência Negra.

Professor foi atacado quando saia de supermercado (Foto: Reprodução)
Um professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) foi chamado de macaco e esfaqueado com um canivete. Juarez Xavier foi vítima de um racista em pleno dia da Consciência Negra, celebrado nesta quarta-feira (20), nas proximidades de um supermercado de Bauru.


O professor resolveu tirar satisfação após ter sido chamado de macaco pelo homem. Ao se aproximar, percebeu que o agressor tinha um canivete e foi golpeado no braço e nas costas. 

O agressor foi detido por populares até a chegada da Polícia Militar. Ele foi encaminhado ao plantão da Polícia Civil de Bauru, onde pagou fiança e foi liberado. Ele deve responder por injúria racial e tentativa de homicídio.

Já o professor foi encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi realizada a sutura dos ferimentos.

Juarez já foi alvo de ameaças de morte e mensagens racistas deixadas em banheiros por alunos da Unesp em Bauru, no interior paulista, em 2015. O professor coordena o Nupe (Núcleo Negro da Unesp para Pesquisa e Extensão).

Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários