sábado, 6 de abril de 2019

SEM ALTERAÇÃO: Paraíba não registra desistência de profissionais no Mais Médicos e aguarda chegada em mais sete cidades.

Mesmo com o registro de mais de mil desistências de profissionais pelo Mais Médicos em todo o Brasil, o quadro no Estado da Paraíba não foi alterado. De acordo com informações da Secretaria de Saúde da Paraíba as todas as vagas deixadas pelos médicos cubanos no Estado foram preenchidas.

Na última quinta-feira (04), o Ministério da Saúde confirmou a informação de que 1.052 médicos desistiram do programa nos três primeiros meses deste ano de 2019.


Apesar de não terem sido registradas desistências, a Secretaria de Saúde do Estado confirmou que ainda existem municípios paraibanos com vagas em aberto. Por estes motivos, muitos médicos que se formaram no exterior já haviam acionado judicialmente o Ministério da Saúde para assumir estas vagas remanescentes. 185 em todo o Brasil teriam conseguido liminar para trabalhar no Programa Mais Médicos.

Na Paraíba, é aguardada a chegada de sete médicos nas cidades de Pirpirituba, Bernardino Batista, Salgado de São Félix, Lagoa, Nova Olinda, Gado Bravo e Mulungu.

No mês de novembro de 2018, foi aberto um edital para ocupar as 8.517 vagas deixadas pelos cubanos no programa. No total, 7.120 vagas foram preenchidas por brasileiros formados no Brasil. As vagas remanescentes foram, então, oferecidas a médicos formados no exterior, que deveriam ter se apresentado aos seus postos de trabalho entre os dias 28 e 29 de março. As 8.517 vagas foram distribuídas por 2.824 municípios e 34 distritos indígenas. O salário é de R$ 11.800.

Fonte: ClickPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário